Grupo Atitude Emocional

Grupo Atitude Emocional

Case: o dia que saí da minha zona de conforto foi quando eu comecei minha carreira de verdade

Conheça o case de sucesso de Zora Viana, CEO do Grupo Atitude Emocional: “o dia que saí da minha zona de conforto foi quando eu comecei minha carreira de verdade”.
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram

Se você pudesse estalar os dedos e, como mágica, desaparecer com a ansiedade, o que você gostaria de fazer agora que iria trazer mais satisfação e alegria para sua vida? Essa é a pergunta que o professor de comportamento organizacional Andy Molinsky faz constantemente a si mesmo e sugere para que os seus colegas de trabalho façam. É uma forma de distinguir as situações das quais se as pessoas pudessem aprender como lidar com elas, iriam também aprender a como sair da sua zona de conforto. É aqui que entra um ponto muito importante, principalmente para quem está com dúvidas sobre mudanças profissionais. Em nosso case, Zora Viana, CEO do Grupo Atitude Emocional, irá contar sua história sobre o que aconteceu “quando sai da zona de conforto e comecei minha carreira de verdade”.

escada-ideia

Para poder falar que “comecei minha carreira de verdade”, Zora Viana teve que dar um passo para fora do que era sua rotina. Antes, quando estava em São Paulo, a carga horária era imensa, o trabalho começava cedo, 7 horas da manhã e entrava tarde adentro, até o relógio marcar 17 horas. E a correria não parava. “Quando viajava tinha toda aquela loucura que acontece quando se dá treinamentos, além de fazer um bate e volta para não ficar muito tempo fora de casa. Em outras vezes, acabava sendo aquele chá de cadeira no aeroporto”, conta. E, entre tudo aquilo que estava acontecendo, estava insatisfeita com o rumo de sua carreira profissional.

Entre as idas e vindas, as chegadas e partidas no aeroporto, apareceram os pontos de insatisfação profissional. Mais do que um único motivo, estavam se desenrolando uma série de situações que não correspondiam com aquilo que deseja para si. A remuneração, por exemplo, não era condizente com o esforço que despendia e a expertise que oferecia. Também, em sua contratação, havia sido acordado que suas funções estariam relacionadas com a aplicação de treinamento comportamental, mas na realidade acabava desempenhando atividades mais técnicas e mecânicas. Fora o fato da distância, pois tinha que percorrer cerca de 30 quilômetros entre trabalho e casa. Por fim, toda liberdade de criação que havia recebido no começo, já não era mais dada.

Parece um cenário e tanto para mudança. Porém, nem todos estão propensos a ir para o lado do “comecei minha carreira de verdade” e preferem se manter onde estão, mesmo com uma série de pontos de insatisfação. Uma pesquisa conduzida pelo Instituto Locomotiva revelou que 56% dos trabalhadores formais brasileiros, aqueles com carteira assinada, estão insatisfeitos no emprego. Por essa razão, o pulo para fora da zona de conforto é tão significativo. No caso de Zora, o estalo para mudar de carreira se deu a partir da “minha infelicidade e meu desejo de ter meu negócio”.  E depois do estalo começou sua jornada.

Apesar de saber que precisava mudar, também aconteceram desafios e dificuldades que tiveram que ser vencidos. “Precisava ter coragem para deixar a estabilidade, o que acabou sendo fácil quando percebi que trabalhando 3 horas por dia, iria ganhar 40% do que quando trabalhar 8 horas na empresa. Houve o medo de não ter clientes e, para isso, fiz minha carteira antes de sair de vez. Também havia o receio de não ser reconhecida profissionalmente, pois o mercado é cruel com quem cresce muito nova. Então, fui fazer uma pós-graduação em Neuropsicologia”, explica Zora. Diante disso, o primeiro passo para começar sua carreira de verdadeira foi começar a atender como psicoterapeuta e orientadora vocacional aliado com sua produção de dicas práticas na rede social Instagram, na qual mantém um perfil ativo.

Após sua virada de chave na carreira profissional e tomada a decisão e, principalmente, a ação da mudança, é que Zora diz que “comecei a minha carreira de verdade”. Ela fundou o Grupo Atitude Emocional, no qual atua como CEO. Da sua história, tira a lição de que “é preciso atitude, pois foi isso que sempre me acompanhou. Tenha a ideia e comece a executá-la. Se não estiver bom, você pode ir melhorando no caminho”. E para quem está pensando em seguir o mesmo caminho, ela dá um conselho “comece e busque o retorno do seu trabalho. Pode ser um retorno afetivo, financeiro ou um reconhecimento. É no retorno que encontramos forças para continuar”.

Saia da zona de conforto e diga também “comecei minha carreira de verdade”

Se você está buscando poder repetir a frase de Zora, quando afirma que “comecei a minha carreira de verdade”, cabe uma dica do professor Molinsky sobre o sentimento e a realidade. 

Segundo o especialista, é comum que quando se sai da zona de conforto, o sentimento seja de impotência e mais impotência. Porém, na verdade, é quando as pessoas adquirem muito mais poder do que pensam. E como é possível reconhecer essa barreira dentro da carreira? Em outra ocasião, o professor indica que em primeiro lugar é preciso ser honesto consigo mesmo. Para isso, reflita, quando você recusou uma oportunidade ou descartou uma ideia de mudança, foi realmente porque não teve tempo ou interesse ou teve medo de ir em frente? É necessário entender as desculpas dadas para evitar situações fora do que é a zona de conforto.

Para se aprofundar no assunto, indicamos para você conhecer “Atitude na Carreira”. Também acompanhe nosso blog e leia sobre outras histórias. Vamos agir?

Compartilhe esse conteúdo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Populares

Receba conteúdos e novidades!

Inscreva-se e receba conteúdo de todo o GAE

Instagram