Bê a bá das finanças para quem não sabe nada de finanças

Grupo Atitude Emocional

Grupo Atitude Emocional

Bê a bá das finanças para quem não sabe nada de finanças

Colocar a vida financeira em dia é mais do que uma opção, é a garantia, inclusive, de uma vida saudável. Se a casa está bagunçada, as chances de sofrer um acidente são grandes. Ou seja, sair do controle é muito fácil. Porém, isso pode impactar em diversas áreas, nos relacionamentos, na carreira, entre outros. Pensando nisso, organizamos as primeiras dicas de finanças para quem não sabe sobre o assunto. Aliás, o desconhecimento é algo comum, mas, como veremos, precisa ser superado. Entendendo mais sobre o seu dinheiro, queremos que você consiga resultados extraordinários.

O primeiro passo das “finanças para quem não sabe” é começar a entender o próprio comportamento. Pergunte-se, por exemplo, o que faria se ganhasse uma determinada quantia, como 1 milhão de reais. No que gastaria ou investiria? A resposta poderia ser trocar de apartamento, comprar um carro novo, garantir um imóvel para o futuro dos filhos. Há um mundo de possibilidades. E, para quem está endividado, certamente quitar as contas entraria na lista. No entanto, o problema não está somente em ter a dívida, assim como a solução é mais do que somente pagar o que se está devendo.

Se depois de usar o dinheiro para equilibrar a situação financeira a pessoa continuar no mesmo ritmo, inevitavelmente irá retornar para o estado anterior, estará endividada. Por que isso ocorre? O que faz com que isso aconteça são as chamadas mentalidade de pobreza e mentalidade de riqueza.

Bê a Bá das Finanças Blog de Atitude

Finanças para quem não sabe: mentalidade de pobreza versus mentalidade de riqueza

Em seu curso “Estou no vermelho, e Agora?”, a coach Ana Cláudia Rodrigues traz como referência conceitos importantes apresentados no livro “Pai rico, Pai Pobre” de Robert Kiyosaki e Sharon L. Lechter. São eles: a diferenciação entre a mentalidade de riqueza versus a mentalidade de pobreza, dois aspectos a serem aprendidos sobre finanças para quem não sabe.

Na obra, Kiyosaki fala sobre estar quebrado e ser pobre. Não se trata somente da situação financeira. Estar quebrado é algo temporário. Contudo, ser pobre é eterno. Outra citação que será valiosa mais adiante é a de que os pobres e a classe média estão em função do dinheiro, trabalham pelo dinheiro. Os ricos fazem o contrário, é o dinheiro que trabalha para eles. Aqui, temos dois momentos, o primeiro que fala sobre mentalidade de pobreza e, depois, o que trata sobre mentalidade de riqueza.

Na mentalidade de pobreza, o comportamento obedece um padrão. A partir do momento que a pessoa recebe uma renda, seja de onde for, a primeira atitude é gerar despesas. Todo o dinheiro que entra cai direto na coluna de despesas. Sempre há como identificar formas de gerar mais renda e otimizar gastos (pesquisando preços ou priorizando o que será consumido ou adquirido, por exemplo). O que quer dizer que é possível, de uma forma ou de outra, fugir da coluna do “dinheiro que se vai”. Dentro disso, é possível visualizar os passivos, ou aquilo que não rende, ao pensar nos imóveis, pois é uma despesa que irá gerar mais despesa (luz, água, condomínio).

Então, na mentalidade de riqueza não há gastos? Na verdade, existem gastos e despesas também. A diferença é que são despesas essenciais, mas sem deixar de fora o lazer, por exemplo. Aqui, a renda recebida é distribuída também na coluna de ativos. Os ativos são o contrário dos passivos, é algo em que se coloca dinheiro para gerar mais dinheiro, ou como diz Kiyosaki “deixar o dinheiro trabalhando para você”. Somente depois é que se pensa em gastar.

Existe dívida boa?

Mais um ponto abordado pela coach Ana Cláudia Rodrigues é o mito de que só existem dívidas ruins. Imagine que uma empresa faz uma despesa ao adquirir um novo equipamento ou investir na infraestrutura, a ideia aqui é ganhar em produtividade. É uma dívida que irá construir mais renda. O imóvel comprado para aluguel com financiamento irá gerar mais dinheiro quando houver um inquilino. Quando se investe em coaching financeiro para cuidar de vez das finanças, se está prospectando conhecimento e autoconhecimento, o que irá permitir uma melhor performance nessa área.  

Do outro lado, a dívida ruim é aquela que acaba com a renda por conta do pagamento de juros. Ou seja, o custo que se tem para usar um dinheiro que não é seu para adquirir ou consumir algo. O mesmo financiamento de imóvel, quando usado para a casa própria, pode trazer mais despesas, como luz, água etc. Acontece o mesmo quando não se paga 100% a fatura do cartão de crédito. Por conta disso, em “finanças para quem não sabe”, deve-se conseguir diferenciar e classificar de qual tipo é a dívida.

Finanças para quem não sabe: dicas rápidas

  1. Evitar ou ser apegado ao dinheiro são comportamentos que te impedem de usá-lo com equilíbrio e a seu favor. Encontre o equilíbrio.
  2. Qual é seu maior investimento? Se for a casa própria, você pode estar com problemas.
  3. Pense sempre “como poderei adquirir?” em vez “não consigo comprar”. A ideia é estimular soluções para economizar mais e fazer as contas entrarem no planejamento.
  4. Se o assunto é finanças, nada de deixar para amanhã. A mudança deve começar agora mesmo, ainda que seja um pequeno passo para te levar a um objetivo maior.
  5. O controle e o planejamento financeiro andam juntos e são peças-chave para organização. Aqui, você pode fazer o download gratuito de uma planilha pessoal para controle financeiro, além de um curso sobre como superar dívidas e um e-book que trata da relação entre crianças e dinheiro.
  6. Trabalhe com objetivos de todos os tipos, de curto, médio e longo prazo.
  7. Conhecimento e educação financeira são investimentos. Procure materiais educativos ou profissionais que poderão auxiliar seu progresso.

Em nosso bê a bá de finanças para quem não sabe, enfatizamos sobre mentalidade e sugestões para iniciar uma organização financeira. Quer se aprofundar mais? Deixe sua dúvida ou sugestão!

Baixe Aqui! Kit Gratuito Livre-se das Dívidas

Compartilhe esse conteúdo

Populares

Receba conteúdos e novidades!

Inscreva-se e receba conteúdo de todo o GAE

Instagram

X